Você se pergunta porque os povos do mundo estâo em guerra em busca de seus direitos. Povos, raças, grupos de todos os matizes, todos estâo lutando com unhas e dentes por seus direitos.

Em 1964 um ministro norte americano, William Branham, chegou a uma conclusâo, na qual esta midia concorda: as cartas em apocalipse (2-3) às Igrejas da Ásia eram proféticas e se referiam a períodos de tempo pelo qual a igreja passaria e segundo o ministro, a ultima carta, a de Laodicéia, representaria esta era moderna na qual vivemos.

Quando vocês veem o povo nas ruas, manifestando-se, lembre-se - estamos vivendo a ultima era da igreja: Era de Laodiceia, que significa a Era dos Direitos dos Povos

Arquivo do blog


Russia Versus Israel

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Israel surpreende até muculmano: a única democracia genuína do Oriente Médio

Mehmet Oz, uma das personagens mais populares da TV norte-americana e conhecido no mundo inteiro como "Dr. Oz" devido aos seus conselhos médicos, é um actual cidadão americano de origem turca e notável cirurgião cardio-toráxico, e autor de livros que vendem milhões de cópias em todo o mundo.
 
Desta vez, a convite do seu amigo rabino, decidiu visitar Israel com sua esposa Lisa e filhos.
 
Sendo muçulmano, a visita surpreendeu pelo facto de o Dr. Oz se fazer acompanhar pelo rabino Shmuley Boteach, conhecido como o "rabino da América". Ambos visitaram a gruta dos patriarcas em Hebron e a cidade antiga de David, em Jerusalém. 
 
Assinalando as suas raízes comuns com a nação judaica, o Dr. Oz declarou durante a sua visita à gruta dos patriarcas: "Gosto da ideia de estar aqui em Hebron, onde tudo começou. É um lugar muito especial."
 
E acrescentou: "Disseram-me que 'Hebron' significa 'conectado' na língua hebraica. Ao estarmos aqui, ficamos ligados às raízes das nossas crenças partilhadas, o local exacto onde está sepultado Abraão, o pai do monoteísmo."
 
Fazendo depois uma leitura de um texto dos Salmos, as duas personalidades oraram juntas pela paz e entendimento entre os filhos de Abraão. 
 
Dr. Oz com o rabino Boteach
"O túmulo dos patriarcas em Hebron é um dos únicos lugares da terra onde podemos ver tanto judeus como muçulmanos orando juntos no mesmo local," - afirmou o rabino Boteach, acrescentando: "Oramos pelo dia em que podemos todos orar juntos como irmãos, tal como o Dr. Oz e eu fizemos hoje aqui."
 
Ao saírem do local, os dois famosos personagens não resistiram a juntar-se a uma dança improvisada Hora (dança israelita de andar à roda).
 

APRESENTADO POR OPRAH
 
O Dr. Oz foi apresentado pela primeira vez ao público em 2004 num programa da Oprah, e em 2009 iniciou o seu próprio show na TV produzido pela produtora Harpo Productions, pertencente a Oprah.
 
O seu show é conhecido como "Dr. Oz Show" e vai para o ar todos os dias, focando questões na área médica e da saúde pessoal, por isso não deixou de dar um conselho ao povo de Israel.
 
"Viver debaixo de stress permanente, como é o vosso caso aqui, pode levar a que as pessoas comam demais e se tornem obesas," - afirmou o médico.
 
E acrescentou: "Quero apenas lembrar a todos aqui em Israel que a ansiedade não é algo que venha de fora para dentro. Ela vem de dentro. Assim, não obstante qual seja a origem do stress, é a forma em como lidamos com ele que determinará a nossa saúde global."
 
Apesar de Oz e Boteach se terem conhecido durante os shows da Oprah, o tempo que passaram juntos em Israel permitiu a Boteach aumentar a sua apreciação pelo Dr. Oz.
 
"Mehmet é um homem notável, e andar com ele por perto reforçou a alta estima que sempre tive para com ele desde que começámos a trabalhar juntos para a Oprah no seu programa de rádio," - escreveu recentemente o rabino Boteach no jornal Huffington Post.
Boteach disse ainda que Oz não é só um bom pai e um bom marido, mas um orgulhoso embaixador da fé muçulmana "cujo apego ao povo judeu foi visível em todo o instante."

"ELOGIOU ISRAEL CONSTANTEMENTE"
 
"Ele elogiou Israel constantemente, desde o seu louvor ao tratamento dado pelos israelitas às minorias durante a nossa prelecção conjunta no Hospital Rambam, em Haifa, à menção da sua admiração pelas fenomenais conquistas médicas, durante várias conferências de imprensa, e até ao seu assombro pela capacidade de Israel em transformar desertos em cidades florescentes," - escreveu ainda Boteach no referido jornal.
 
Durante a visita ao Centro Médico Rambam, em Haifa, o Dr. Oz ficou impressionado com a convivência entre judeus e árabes e classificou o centro como "modelo de coexistência - um microcosmos daquilo que deveria acontecer no mundo inteiro."
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...